• Siga-nos nas redes sociais

E O Novo Ano Não Tarda A Chegar – Arlete Castro

E O Novo Ano Não Tarda A Chegar – Arlete Castro

647 340 Aliança Evangélica Portuguesa

Hoje de manhã, parado à porta de entrada da minha casa, havia um idoso. Era alguém que eu nunca havia reparado antes. Ou melhor, pensando bem, já havia cruzado com ele vezes sem conta no decorrer dos meus dias, mas nunca o tinha observado. Hoje foi o primeiro dia em que o olhei nos olhos e creiam, fiquei espantada com a ternura do seu olhar. Era um olhar cansado, mas tão alerta, tão intenso…

O seu rosto era marcado por rugas bem vincadas e que descreviam certamente uma história… A sua história. Ele parecia cansado, as roupas que usava estavam gastas pelo tempo, os poucos cabelos que ainda lhe restavam desenhavam caracóis ao redor da sua cabeça e eram de um branco desbotado mas, para quem via, era possível imaginar que tinham moldado uma bela figura.

Ele parecia doente, respirava com dificuldade e não dizia sequer uma palavra, apenas olhava-me nos olhos e esboçava um sorriso. Fiquei assim, a observá-lo durante algum tempo sem saber o que dizer, nem fazer. Passado uns instantes ele sorriu de verdade e numa voz baixa mas firme perguntou:

– Foi um ano espetacular, não foi?

Logo depois, sem dizer mais nada, entregou-me um ramo de flores. Eram botões, potenciais rosas arranjadas num lindo ramo de presente para mim. Depois acenou-me um último adeus e sempre com um sorriso no rosto ele se foi. E, enquanto ele se distanciava eu pude ver que levava consigo uma espécie enorme de saco que o fazia curvar enquanto andava e onde se podia ler: FARDO.

Fiquei ali à porta, a dividir o meu olhar entre o velho que se distanciava e o novo em forma de um ramo embotado e disponível nas minhas mãos.

Sorri.

É, o velho ano está quase a acabar, mas neste dia Deus entrega nas nossas mãos um presente ainda embotado: horas, dias, meses… Tempo e a capacidade de entregá-los a Ele, o único que pode transformá-los em flores…

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11:28,29)

Que tenhamos todas um Feliz Ano Novo!

 

Arlete Castro
Escritora
Mestre em Intervenção Terapêutica