• Siga-nos nas redes sociais

O Compromisso – Graça Fonseca e Silva

O Compromisso – Graça Fonseca e Silva

960 640 Aliança Evangélica Portuguesa

Estava a iniciar o meu curso de Teologia e Educação Cristã, que seria de três anos. Tinha saído da minha igreja, deixado os meus familiares e os meus amigos mais próximos, para vir frequentar o Instituto Bíblico noutra terra, mas o meu desejo de me preparar para servir melhor o Senhor era grande e superava todo o eventual receio do desconhecido que esta nova etapa trazia consigo.

Nessa altura, iam muitas vezes à igreja a Coimbra, de onde sou, equipas de alunos e professores que participavam nos cultos e semeavam em nós o desejo de servir a Deus e desafiando-nos a vir estudar para o Instituto Bíblico. Eu já servia na igreja local mas queria fazer mais e melhor e sabia que me seria muito útil e curso que me propunham.

Iniciei as aulas com entusiasmo. O leque de disciplinas era interessante e o acolhimento dos professores e dos meus colegas fez-me sentir confortável. Sabia que teria que estimular a minha capacidade de concentração e de memorização e gerir o meu tempo de modo a concluir os trabalhos dentro dos prazos. Havia ainda que conciliar sabiamente três exigências do dia: as aulas de manhã, trabalho à tarde e estudo ao fim do dia e nos fins-de-semana.

Logo no início decidi assumir um compromisso comigo mesma: nunca iria faltar a uma aula, ao longo dos três anos… Seria possível?

Desde então, sempre que surgia alguma situação que pudesse vir a condicionar a minha ida às aulas e outras actividades, eu orava com fervor para que Deus me tocasse e eu não tivesse que faltar. Recordo-me de uma vez que me encontrava doente. A febre deixava-me indisposta, mas a decisão falou mais alto e fui.

E consegui. Completei os três anos sem dar uma única falta. E recebi um prémio por isso. Foi há mais de trinta anos e, tanto quanto sei, nunca mais houve ocasião de a escola atribuir esse mesmo prémio a outro aluno, pois nenhum completou o curso sem qualquer falta.

Sinto-me feliz ao pensar nisso, pela forma como consegui cumprir esse compromisso comigo mesma. Fico a pensar que, ainda hoje, Deus espera decisões da parte de cada um de nós, cristãos. Ele procura gente disponível para responder com determinação e consistência.

Na Bíblia, encontramos estas palavras de Deus: “”Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim a favor desta terra, para que eu não a destruísse, mas a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)

Hoje, Ele continua a esperar de mim, a cada dia, uma vida de compromisso. Claro está que agora não tem a ver com o ir ou faltar às aulas mas refere-se a aspectos mais importantes da minha maneira de viver. Quero ser uma das pessoas que Deus encontre disponível para “estar na brecha”. Que Ele possa contar comigo e consigo, sempre que precisar de nós.

 

Graça Fonseca e Silva

Colaboradora do Desafio Jovem, Reformada